Planear uma vida

Depois de tirar o curso de gestão, muita coisa na minha vida mudou. A principal foi a forma de organizar o meu tempo, sempre, mas sempre, com um excel. Desde as compras de supermercado, aos planos de vida a cinco, dez e vinte anos, aos presentes de Natal para cada pessoa da família, e acabando no meu orçamento pessoal. Depois de casar comecei a trazer para o meu excel as pessoas da minha família – primeiro o Bernardo, depois o Vasco: no início do ano vamos os dois passar um dia juntos longe de tudo. Aí, respondemos individualmente a um conjunto de cinco perguntas previamente definidas (muito americano, I know). E depois desse dia e de várias trocas de ideias, discussão de pontos de vista e decisões a dois, temos o nosso plano para esse ano – com tudo aquilo que podemos controlar – a nível pessoal, profissional e familiar.

Desta forma garantimos que os sonhos e ambições de cada um se tornam planos dos dois e que vamos juntos na mesma direção. No final desse dia temos material necessário para construir o meu excel com tudo aquilo que queremos alcançar em 2016. Depois, tal como num project management vamos fazendo pontos de situação de 4 em 4 meses, para avaliar se estamos dentro do plano, se precisa de ajustes e se vamos chegar ao que nos havíamos proposto. E sou de detalhes: não me chega dizer que quero aprender uma língua: quero aprender francês, italiano ou inglês, de que forma (aulas, calendários), como é que me “vou testar”, quais os fundos que são necessários para este “projeto”, etc. O menos vago possível para ser o mais concretizável possível.

E depois há o fator surpresa, os planos que não controlamos nem queremos e aqueles que de repente levam uma volta grande e temos que fazer o nosso melhor jogo de cintura e responder à altura. Desde que o ano começou já tivemos surpresas boas e um grande balde de água fria que claramente estava longe de ter lugar no meu excel. Quando me perguntam se só tenho coisas boas na vida, porque por aqui raramente falo em dias difíceis, respondo que não. Mas sou das que acredito que tudo acontece por uma razão, que vale a pena responder a tudo com energia extra e um sorriso na cara porque a vida gosta de surpreender-nos e temos que acreditar (e confiar) no seu sentido de humor. Perante dias difíceis (e há muitos) resta-me aprender a voar, e como acredito no impossível, já estou a tentar!


CAMISOLA COM BRILHANTES MANGO (OLD) ♦ SAIA COM FORRO DUPLO E PREGAS ZARA ♦ CASACO DE CABEDAL STIVALI (OLD)♦ ECHARPE EM CAXEMIRA TRAZIDA DA BOLÍVIA♦ CARTEIRA PEDRO DEL HIERRO (OLD)♦ ÓCULOS PRADA 


thumb_IMG_2256_1024thumb_IMG_2241_1024 thumb_IMG_2244_1024 thumb_IMG_2265_1024thumb_IMG_2242_1024

Escrever um Comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Instagram @monozigosisters_